fbpx

Pedagogia da Cooperação

Em uma sociedade tão marcada pela lógica da competição, é possível ser e fazer diferente no mundo.

Cursando a Pós-graduação em Pedagogia da Cooperação – parceria entre o Projeto Cooperação, organização referência na formação em práticas colaborativas, e a Universidade Paulista (UNIP) -, você poderá conhecer e experimentar esta abordagem, articulada a um conjunto de Metodologias Colaborativas muito atuais. Os aprendizados do curso poderão levar você a criar e desenvolver ambientes e relacionamentos colaborativos em empresas, escolas, governos, comunidades, ONGs, famílias e nas relações sociais.

 

A partir de seus Princípios, Processos, Procedimentos e Práticas, a Pedagogia da Cooperação promove a experiência da Cooperação, favorecendo a reflexão a respeito de alguns mitos comportamentais e relacionais – fundados na exclusão, no individualismo e na competição. Tudo isso para inspirar suas respectivas transformações em includentes, solidários e cooperativos.

 

Assim, a Pedagogia da Cooperação ajuda a desenvolver relacionamentos colaborativos para solucionar problemas, transformar conflitos, alcançar metas e realizar objetivos comuns de maneira eficiente, sustentável e saudável para todos, sem exceção.

Saiba mais

12 motivos para fazer esta Pós-graduação:

Aprofundar a compreensão do conceito e da dinâmica da cooperação como um fenômeno cultural e uma prática de interação social.

Restaurar a dimensão do humano nas relações, contribuindo para desenvolver um mundo possível para todos, sem exceção.

Se inspirar para construir pontes entre todas as fronteiras do conhecimento e da experiência humana.

Inspirar e desenvolver o “melhor” em cada pessoa, ao invés de instigar o “ser melhor” que todo mundo.

Integrar as dimensões da diversidade e comum-unidade humana nas suas relações sociais e profissionais.

Encorajar a atuação cooperativa, contribuindo para a geração do bem-estar comum nas relações pessoais e profissionais.

Elevar o nível de confiança social e encorajamento pessoal para fomentar a atuação colaborativa no mundo, contribuindo para o bem-estar comum.

Ampliar a visão de mundo sob uma perspectiva transdisciplinar, sistêmica, complexa, orgânica, sustentável e regenerativa.

Gerar ambientes que suportem a economia colaborativa emergente, voltada para a prosperidade pessoal e coletiva.

Promover o acesso e a utilização de abordagens e metodologias colaborativas para despertar o que é mais genuíno nas pessoas, grupos, comunidades e organizações.

Refletir sobre como levar para a sala de aula competências gerais estabelecidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), como Autoconhecimento, Empatia e Cooperação, e Comunicação.

Compreender que, para a realização de um novo mundo, é preciso assumir o desafio de aprender a cooperar nos mais diversos ambientes para que todas as pessoas possam VenSer.

Saiba mais

Para quem é a pós-graduação?

A pós-graduação é para quem quer conhecer, vivenciar, investigar e aplicar a Pedagogia da Cooperação e as Metodologias Colaborativas em empresas, escolas, governos, ONGs, comunidades e famílias. Já participaram do curso educadores, psicólogos, consultores, gestores, líderes comunitários, administradores, assistentes sociais e profissionais liberais de outras áreas.  Ou seja, pessoas interessadas em promover a Cooperação.

 

Na prática, o curso poderá levar você a:

  • Engajar estudantes por meio da cooperação, promovendo a Cultura de Paz no ambiente escolar;
  • Promover a Cooperação na organização onde você trabalha – como líder ou entre seus pares -, atuando efetivamente para a quebra do Paradigma da Competição, do individualismo e da exclusão;
  • Unir a comunidade na qual atua com projetos sociais, aplicando Metodologias Colaborativas que resultem em empoderamento e impacto social;
  • Desenvolver relações evolutivas e se conectar mais profundamente com as pessoas, a partir da sua própria transformação;
  • Saber mais e aprimorar seus conhecimentos sobre a sua relação consigo, com as pessoas ao redor e com o mundo, a partir da perspectiva da Cooperação e da Cultura de Paz.
  • Assessorar instituições diversas e, assim implementar práticas colaborativas em sua própria cultura, inspirando a sociedade na qual está inserida.
  • Praticar atitudes, comportamentos e modos de relacionamentos mais colaborativos, para VenSer cada vez mais quem se é. E, assim, SerVir melhor ao bem comum.

 

Entre as Metodologias Colaborativas, se destacam: Comunicação Não Violenta e Transformação de Conflitos, World Café, Investigação Apreciativa, Dragon Dreaming, Danças Circulares e Jogos Cooperativos.

Saiba mais

Certificado

A pós-graduação em Pedagogia da Cooperação e Metodologias Colaborativas tem duração de 18 meses, com carga horário total de 360 horas/aula e oferece Certificado de Pós-graduação Lato Sensu (nível de Especialização).

 

Programa

O curso é um convite para você mergulhar no Universo da Pedagogia da Cooperação e das Metodologias Colaborativas. Mais que profundos conhecedores dos temas de suas disciplinas, os integrantes do corpo docente acreditam no processo transformador que o curso proporciona e na importância da Pedagogia da Cooperação como uma abordagem para o desenvolvimento pessoal, social e organizacional.

Princípio da Com-Vivência

Início do processo de integração da turma da Pós-graduação, com os objetivos de despertar a consciência de Comum-Unidade e estimular a descoberta pessoal e a convivência grupal.

Pedagogia da Cooperação I

Para novos tempos, uma nova pedagogia: a Pedagogia da Cooperação, inspirada pela liberdade e felicidade compartilhadas. Compartilharemos uma jornada panorâmica por suas trilhas. E, por meio da experiência-com-consciência, será possível reconhecer a Pedagogia da Cooperação como uma consistente abordagem para criar e desenvolver ambientes e relacionamentos colaborativos, em empresas, escolas, governos, ONGs e comunidades.

Princípio da Comum-Unidade

Neste momento de crise civilizatória global, a demanda pelo senso/sentido de Comum-Unidade emerge enquanto fator crucial para o redesenho da presença humana no planeta. Os valores da cultura dominante e a histórica cisão entre sociedade e natureza nos afastam cotidianamente da nossa humanidade e dos laços que antes nos uniam à terra e aos demais seres vivos, gerando consequências adversas. Apesar dos evidentes desafios ambientais e disparidades econômicas consequentes do atual modo de vida, alcançar a sustentabilidade social torna-se, simultaneamente, a chave e o maior desafio para a (re)construção do sentido de Comum-Unidade.

Jogos Cooperativos

Os Jogos Cooperativos são um convite a um encontro, durante o qual corpo, mente, emoção e espírito podem estar reunidos, a favor de experiências vivas e impactantes em relação à cooperação. Além disso, criam um tempo e espaço facilitador de descobertas preciosas, no campo pessoal e coletivo, possivelmente porque, na vivência com Jogos Cooperativos, podemos nos ver livres de crenças e padrões que, muitas vezes, nos impedem de ver os outros como parceiros legítimos nos diferentes “jogos” do nosso cotidiano, sejam eles familiares, profissionais ou comunitários.

World Café e Open Space

Por meio dessas duas tecnologias de conversações significativas, serão criadas condições favoráveis ao compartilhamento, à tolerância, aos erros honestos e à solução colaborativa de problemas. A compreensão vivencial do World Café e do Open Space poderá agregar, à facilitação colaborativa de grupos, um conjunto de novas palavras, ideias, conceitos, olhares e comportamentos, para potencializar a descoberta e o desenvolvimento de respostas e responsabilidades para questões que afetam a todas as pessoas.

Investigação Apreciativa

A Investigação Apreciativa, criada pelo professor David Cooperrider, é uma abordagem mais positiva e entra em contato com o potencial criativo das pessoas. É também uma metodologia para a mudança intencional, utilizada por pessoas e organizações de vanguarda, pois aborda as situações por um ângulo diferente, trazendo novas perspectivas e estimulando novas perguntas. Ao focar na busca do melhor nas pessoas, gera resultados extraordinários.

Princípio da Cooperação

A palavra cooperação pode ter muitos significados, por isto, é fundamental a sua clareza epistemológica, permitindo que avaliemos nossos juízo e pré-juízo em relação a ela. Compreender o seu papel na nossa história de seres vivos e comparar esta compreensão com as conotações que adquire na história do ser humano, ajuda-nos a aprofundar a práxis individual e coletiva, na direção de um mundo mais solidário.

Comunicação Não-Violenta e Transformação de Conflitos

O diálogo, diferentemente do debate ou da discussão, é a conversação que propicia a emergência das relações em estado natural, no qual há mais abertura e coparticipação, fortalecendo laços e relacionamentos entre as pessoas, para além do certo e do errado e para além do concordo-discordo. Neste contexto, a Comunicação Não-Violenta (CNV) é um processo de entendimento que facilita a harmonização das necessidades pessoais com as necessidades de outras pessoas, de maneira empática, na busca de acordos. Assim, pode transformar a dinâmica adversarial, comum no tratamento de conflitos, em uma dinâmica colaborativa, garantindo a comunicação, a escuta mútua e a empatia, contribuindo para a consolidação de um modelo eficiente de transformação social e a implantação de uma Cultura da Paz.

A Focalização Colaborativa da Pedagogia da Cooperação

Durante este módulo, a turma trabalhará o conceito de focalização, as competências necessárias para atuar na focalização e, também, como utilizar a consciência dos quatro planos – físico, emocional, mental e espiritual -, para fazer com que a Pedagogia da Cooperação seja um caminho de evolução integral.

Dragon Dreaming

O Dragon Dreaming é um conjunto de princípios e processos estruturados num sistema, cujo objetivo é a realização de projetos coletivos. A metodologia é pautada em quatro passos principais: Sonhar, Planejar, Realizar e Celebrar. Além disso, três princípios orientam as práticas de Dragon Dreaming, para que um projeto seja considerado uma iniciativa Gaia: gerar crescimento pessoal, gerar senso de comunidade e servir à Terra, pois o planeta é um organismo vivo que pulsa como uma grande teia.

Pedagogia da Cooperação II

Diante dos desafios da atualidade – pessoais e coletivos, locais e globais -, a Pedagogia da Cooperação se apresenta como um potente recurso para promover a necessária alfabetização colaborativa. Nesse sentido, este módulo é um convite para se mergulhar no Laboratório de Aplicação da Pedagogia da Cooperação, com foco no desenvolvimento das 7 (sete) Coopetências da Focalização Colaborativa: Conectar, Cuidar, Compartilhar, Confiar, Cocriar, Cultivar e Celebrar.

Metodologia de Pesquisa Transdisciplinar e Projetos de Cooperação

Emergências planetárias e paradigma ecossistêmico: a visão de mundo sob a perspectiva transdisciplinar, sistêmica e complexa. Educação para a Cooperação: Ecoformação, Transdisciplinaridade e Criatividade. Práticas investigativas transdisciplinares no contexto atual: pensando globalmente e agindo localmente a partir da atuação colaborativa no mundo, contribuindo para a geração do bem-estar comum. Fundamentos e procedimentos para a criação, desenvolvimento e realização de um projeto coletivo de aplicação da Pedagogia da Cooperação em diferentes contextos: empresarial, comunitário, escolar, governamental, familiar, social e pessoal.

Danças Circulares

Vivência das Danças Circulares Sagradas, a partir da Pedagogia da Cooperação, compreendendo esta prática para além da roda e das mãos dadas. As Danças Circulares fazem parte desta Pedagogia, como um dos processos utilizados para promover ambientes cooperativos. Por meio delas, caminhos simples – e complexos – são percorridos, seguindo pistas que tornam a Cooperação cada vez mais presente no dia a dia. Além disso, oferece a possibilidade de as pessoas se reconhecerem como parte integrantes do todo.

MusiCooperação e Criação de Atividades Cooperativas

Este Módulo oferece a cada pessoa a oportunidade de entrar em contato com seus poderes criativos, tendo como pano de fundo a alegria, a compreensão, a responsabilidade e a paz, que nascem do pleno desenvolvimento da capacidade de imaginação e cocriação pessoal e coletiva. O processo criativo abrange os níveis físico, mental, emocional e espiritual, por isto, essa “aventura” fala de nosso ser mais profundo, do criador que existe em cada um de nós, da originalidade singular da comunidade que nasce, quando permitimos mergulhar juntos em nossa própria jornada da “creação”.

Metodologia Oásis

O propósito deste Módulo é experimentar as contribuições da Pedagogia da Cooperação na facilitação de processos de (re)envolvimento e (re)composição comunitários, com foco nas populações pobres e tradicionais. Ele propõe a investigação, a identificação, o reconhecimento e a experiência de alguns dos agentes que incentivam e nutrem a organização espontânea e voluntária de indivíduos, para a composição e a realização de sonhos coletivos que promovam a transformação da sua realidade.

Princípio da Co-Existência

Zygmunt Bauman, um dos cientistas sociais mais respeitados da atualidade, afirma: “Estes tempos nos oferecem liberdade de escolha jamais usufruída antes, mas também nos lançam em um estado de incerteza que jamais foi tão angustiante”. Este sentimento generalizado de inquietação, insegurança e desconfiança deve-se, em grande parte, às mudanças de valores individuais e sociais que vêm acontecendo em um curto espaço de tempo, sem oferecer condições necessárias para adaptação e metabolização das variáveis em jogo. As redes sociais, por exemplo, não têm mais do que 10 anos e, pela primeira vez na história, as pessoas têm infinitas possibilidades de se comunicar e revelar/publicar suas opiniões e percepções. A liberdade de expressão tornou-se um direito irrestrito. Mas o que ocorre quando esse direito se depara com o direito de alguém não ser ofendido ou humilhado? Aqui, entramos nas reflexões necessárias aos Princípios da Coexistência, pois nenhum de nós é autossuficiente; vida e sobrevivência acontecem em um cenário permanente de interdependência, onde os relacionamentos interpessoais e entre grupos e nações acontecem e se sustentam mediados por um pacto ético de reciprocidade, de confirmação e legitimação mútua. Ou seja, respeito pela singularidade de cada criatura.

Pedagogia da Cooperação III

Neste Módulo, serão compartilhados os efeitos, impactos, desafios e aprendizados colhidos após a aplicação das 7 Práticas da Pedagogia da Cooperação, nos diferentes contextos focalizados pelos grupos de aplicação.

Os pontos de partida da reflexão serão: a nossa sociedade ainda é tão marcada pela lógica da escassez e insiste em naturalizar o individualismo e a competição, e o desenvolvimento de habilidades colaborativas promovem pequenas, potentes e sistêmicas mudanças nas relações entre pessoas, equipes, organizações, comunidades e nações.

Seminário: As boas práticas da Pedagogia da Cooperação

Momento de conclusão e encerramento do Curso de Pós-graduação em Pedagogia da Cooperação & Metodologias Colaborativas. Em um pequeno evento cooperativo, alunos(as), docentes e a coordenação do curso promoverão um encontro para compartilhar as boas práticas da Pedagogia da Cooperação, aplicada em diferentes contextos e situações.

 

 

 

Depoimentos de quem viveu esta experiência

“Sempre acreditei que “juntos somos melhores” em todas as instâncias. Por isto, durante minha jornada profissional e de liderança, usei a gestão compartilhada, cocriada e corresponsável. Sentia que precisava de um estudo que confirmasse, academicamente, minha intuição e experiências vividas. Esta pós já estava no meu radar há muitos anos e, em 2019, mergulhei na aventura. Em 2020, no meio do curso, passamos pela transição do presencial para o digital. Não foi fácil, mas a própria Pedagogia da Cooperação nos ajudou na reestruturação, aplicada entre mestres e aprendizes e com muita vontade de fazer acontecer. Deu tudo certo!!! O processo só consolidou a crença de que “juntos somos (sempre) melhores”.

Eliani Prado, Turma 6, São Paulo

“A Pós-Graduação em Pedagogia da Cooperação e Metodologias Colaborativas foi um mergulho na ousadia de investigar a cooperação do indivíduo para consigo mesmo, para com as nossas famílias e para as organizações onde trabalhamos. Encontrar o Propósito de Vida, lidar com as consequências do isolamento social, a convivência de famílias trabalhando em casa, a construção de um ambiente familiar pautado na cooperação, o acolhimento de educadores em tempos de pandemia e como gestores podem conseguir engajamento, colaboração e interação em seus times são alguns dos detalhes mais relevantes dos temas dos trabalhos.”

Rose Laura Lopes Pinto, Turma 6, São Paulo

“A pós-graduação representou uma grande virada. Tive encontros que transformaram a minha vida para sempre.
Fui guiada por mestres inspiradores que despertaram em mim o lado mais humano, amoroso e divertido.
E aprendi ainda mais como servir ao mundo sendo eu mesma.”

Ana Paula Sousa, Turma 1, Florianópolis

“A pós-graduação em Pedagogia da Cooperação foi uma agradável e extraordinária jornada, na qual vivenciei experiências únicas e transformadoras.
Sou muito grato a tais experiências, que me fizeram amadurecer muito e colecionar memórias inesquecíveis.
É um curso urgente para todos aqueles que sentem dentro de si um chamado para ser um agente de transformação, em direção a um mundo onde reina a sabedoria, a paz, a união e a prosperidade.
Agradeço imensamente ao Fábio Brotto, aos demais professores do curso e a toda equipe envolvida neste projeto maravilhoso.”

Arthur Oliveira, Turma 1, Brasília

“Um processo de reconexão profundo com minha potência e um impulso para que eu aja no mundo de acordo com meus valores, caminhando para a realização dos meus sonhos, buscando sempre me relacionar de forma cooperativa e oferecendo o que eu tenho de melhor para que as transformações se estabeleçam.”

Nina Terra Rodrigues, Turma 3, Rio de Janeiro

“Foi uma mudança de vida. Achei que seria apenas uma capacitação profissional, mas representou muito mais. Eu nunca imaginei que a essência humana fosse mais cooperativa que competitiva.”

Simone Pinheiro Santos, Turma 3, Brasília

“A Pós-Graduação em Pedagogia da Cooperação e Metodologias Colaborativas representou uma transformação interna e uma transformação do meu olhar. A caminhada ao longo desses quase dois anos me deu ferramentas para resolver questões pessoais importantes e me ajudou a fazer um percurso que eu já tinha começado, de me reencontrar comigo mesma e voltar à minha essência.”

Carolina Ebel, Turma 6, São Paulo

“Depois da faculdade, tive algumas experiências não muito boas com a Academia. Sempre que tentava me reaproximar, sentia que me ofereciam muita teoria e pouca conexão desta com a prática do dia a dia. Na pós em Pedagogia da Cooperação, finalmente, encontrei o que buscava: uma aprendizagem em que teoria e prática são inseparáveis e totalmente aplicáveis na rotina de qualquer pessoa. Sai com muito mais consciência sobre o mundo que desejo e com inúmeros instrumentos para fazer dessa busca uma prática. Mas, antes disso tudo, sai uma pessoa melhor.”

Cláudio Thebas, Turma 1, São Paulo

“Mesmo antes de receber o diploma do curso, já me considerava muito mais graduado e capacitado para a vida: ganhei ferramentas que me habilitaram a facilitar processos colaborativos em qualquer grupo de pessoas e a possibilidade de trabalhar com uma das maiores demandas do mundo atual: a colaboração. E, mais do que tudo, desenvolvi a crença de que a vida é muito mais fácil quando a gente deixa que ela seja como foi planejada para ser: cooperativa.”

Fabio Marinho Calderano

Faça Com-Tato

Para saber mais sobre a próxima turma da Pós-graduação, preencha o formulário abaixo. Em breve, entraremos em contato.

    Ou, se preferir, escreva para Eliana Rossetti Fausto, Coordenadora Geral da Pós-graduação:
    E-mail: pos@projetocooperacao.com.br
    WhatsAPP: (11) 9 9963-6862